InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Entrevista para a Manic Magazine - Setembro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
LLfanavril
Black Star
avatar

Número de Mensagens : 7228
Idade : 20
Localização : Coimbra
Data de inscrição : 27/06/2010

MensagemAssunto: Entrevista para a Manic Magazine - Setembro    Qui 03 Out 2013, 20:07

Citação :
Quando a Avril Lavigne disse ser a mesma pessoa que sempre foi, "apenas mais crescida", acredito totalmente. Lavigne é a mesma em todos os aspectos, no entanto, a ainda adolescente exuberante acaba de completar 29 anos e acabou de se casar . Usou a palavra "tipo" muitas vezes na nossa chamada telefónica. Ela contou várias histórias sobre o seu novo marido, e às vezes parece uma miúda apaixonada. O primeiro single do seu novo álbum, HTNGU, tem um título apropriado. A princesa do pop rock ainda usa as caveiras e tachas e canta sobre ter 17 anos. Ela está a provar que, mesmo com um divórcio por trás, as discussões com a gravadora e mais de 10 anos de vida pública, não tem só o direito , mas também permanece jovem no coração. Se a amas ou a odeias, Lavigne é exatamente a pessoa que mostra ser ao mundo. Não foi moldada por gravadoras ou designers para forçar uma imagem. Atualmente ela usa mais delineador do que o habitual, como a doce adolescente do início com o primeiro álbum de sucesso que reuniu músicas de sucesso e as levou até ao topo das tabelas e que a levou a alcançar a fama que tem hoje. O primeiro single do novo álbum já foi disco de platina. O vídeo que o acompanha, onde Lavigne aparece andando de skate e usando uma gravata, conseguiu mais de 38 milhões de visualizações que se tornarão muito mais quando este artigo for publicado. O seu quinto álbum auto-intitulado será lançado este mês (esta entrevista foi antes do adiamento do álbum). Lavigne está muito animada para o seu lançamento e está constantemente a atualizar o twitter com novas informações para os seus milhões de fãs internacionais, pedindo-lhes para assistirem o vídeo do seu novo single " Rock N' Roll". Quando lhe perguntámos o que os fãs devem esperar do novo álbum, ela disse: "É diferente. Vai do hard rock a baladas, do indie ao eletrónico. É provavelmente o álbum mais diversificado que eu já fiz. Os temas são diferentes porque se trata de músicas como Hello Kitty, o Rock N Roll , o facto de ter 17 anos, por isso também é nostálgico. Há muitas canções de verão e é um álbum divertido. É uma mistura de sons e cores diferentes."
Para o novo álbum, Lavigne trabalhou com o presidente da Epic Records, LA Reid. É que foi ele quem assinou Lavigne para o seu primeiro contrato com a Arista Records quando ela tinha apenas 15 anos de idade, e ela define-o como aquele que permite que seja ela mesma. "Considerando que na época as popstars eram todas a mesma coisa , como N'Sync, os Backstreet Boys ou Britney Spears, foi bom para mim, porque não fui obrigada a ser como eles ou a vestir-me como eles", diz ela. "Portanto, com este álbum foi o mesmo. Permitiu-me ter o meu tempo e experiência para fazer o que eu queria fazer."
E em pleno acordo com a sua imagem de rebelde, Lavigne admite abertamente que ela estava completamente cansada de todos os adiamentos associados com o seu álbum anterior," Goodbye Lullaby", lançado pela gravadora RCA. E foi só quando "me cansei das brigas constantes com a última gravadora" é que ela recebeu um telefonema de Reid. "A partir desse momento, eu senti-me inspirada novamente. E eu pensei: "Ok, acho que posso continuar a fazer isto, porque tenho alguém que me apoia novamente." O meu pensamento é que eu faço isto só porque eu quero fazê-lo e porque eu gosto. Para criar alguma coisa, precisas de pessoas que estão ao teu lado, que te apoiam e não que fazem exatamente o oposto", diz ela. A coragem de Lavigne em continuar com a sua imagem e escrever as suas próprias músicas fez com que ela permanecesse no mundo pop, ganhando muitos mais fãs fiéis do que os seus colegas. Quando ela assinou o seu primeiro contrato com a Arista, ela recebeu o poder, sem olhar para trás. "(A gravadora) queria outras pessoas a escreverem para mim. Eu estava a começar e não estava de acordo. Eu fui falar com eles, e disse: "Eu não gosto. Eu não gosto dessa música. É má. Eu preciso de escrever a minha própria música." E então eles deram-me a oportunidade de o fazer." Ao falar sobre o processo de escrita, Lavigne abre-se mais. É a primeira vez na nossa conversa que fala abertamente sobre a vida em casa com o seu novo marido, Chad Kroeger , 38, vocalista dos Nickelback. "Vivemos juntos, passamos muito tempo juntos a trabalhar no álbum. Falamos sobre música e canções que eu começo a escrever, podemos começar a escrever na cozinha, ou no autocarro da tournée. Nós escrevemos em Paris. Nós escrevemos em todos os lugares. É uma coisa constante." Para os recém-casados, apelidados de "Chavril" pelos sites de mexericos, foi amor à primeira vista. Eles trabalharam juntos no novo álbum dela."Ele foi muito especial, porque nós saímos cerca de 6 meses, apenas a trabalhar no estúdio, a brincar o tempo todo. Apaixonámo-nos pela nossa verdadeira maneira de ser, por isso foi muito natural e eu não estava à espera", diz ela sobre o início da sua história de amor. Após um mês de relação, Kroeger fez a proposta. "Ele veio ver-me a Paris, e apaixonamo-nos, foi ótimo", diz ela. A cantora fez uma pausa em Paris por um pouco, fugindo às pressões do trabalho, sem saber que o novo álbum seria lançado pela Epic e que o casamento estava à espera do seu retorno. Ela foi para lá com o objetivo de aprender uma língua, participando em muitas aulas de francês em Paris. "Eu vendi a minha casa em Los Angeles e eu pensei "Eu vou para a França." Não sabia o que iria acontecer ou onde eu tomaria esse caminho." Eu voltei com uma nova energia e a partir desse momento as coisas não eram mais as mesmas." Tem sido muito bom para mim. Foi bom não ter todo o caos ao redor e não ter a pressão do trabalho que nunca me abandonou desde que eu entrei para a indústria. Por isso, fiz uma pausa para distrair e isso ajudou-me muito." É esse equilíbrio que a mantém com os pés no chão. Estava stressada porque era um trabalho duro. Ela não teve pais famosos ou contactos para ajudar no seu caminho para a fama. "Não me foi dado por ninguém, por isso, eu gosto e também estou consciente do que faço, de onde venho e o que tenho por perto", diz ela. Vindo do que ela chama de "uma pequena cidade", no Canadá, não foi fácil adaptar-se à vida em Hollywood. Ela passou a infância em Napanee, Ontário, e diz que ela nem sabia o que era Hollywood. A sua estreia foi um concurso de rádio que a colocou ao lado de Shania Twain no palco, em Ottawa, no Centro de Corel, que tem espaço para até 20 mil pessoas. "Era o meu sonho, e três anos mais tarde, eu estive lá com o meu concerto, esgotado", diz ela. O canadiano Kroeger faz parte desse equilíbrio entre a vida de estrela do rock e da vida quotidiana. Ela diz que as suas ambições são semelhantes e aproveitou a oportunidade para contar um outro elemento ao qual eles são uma combinação perfeita. "Isto é o que eu realmente gosto sobre o relacionamento com o Chad... Vivemos em silêncio, vamos para LA viajar e viver como uma estrela de rock, mas também vamos para casa relaxar. Relaxar, para o casal, inclui cozinhar e passar tempo com amigos e familiares. "Isto é o que eu realmente gosto nele, que é tão normal", diz Lavigne. No final da entrevista , insistimos para ouvir novas revelações de como Lavigne mudou desde os dias de "Sk8er Boi" e " Complicated". Ela agora veste roupas femininas. Ela tem a sua própria marca de roupas, 3 perfumes e até mesmo uma Fundação com o seu nome. Ela já percorreu todo o mundo e ganhou milhões de fãs. A sua resposta para a mudança? "Obviamente, eu cresci, mas a canção HTNGU é sobre o teu modo de pensar. Não importa a tua idade, ainda podes ser jovem de coração. Eu sou esse tipo de pessoa. Eu gosto de viver cada momento de cada vez e de me divertir, passar dos limites e é isto do que falo".
Tradução: LLfanavril
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thingsthatiwillneversay.tumblr.com/
Lothus *LAVIGNE*
Fall To Pieces
avatar

Número de Mensagens : 412
Idade : 20
Localização : Guarda
Data de inscrição : 07/08/2013

MensagemAssunto: Re: Entrevista para a Manic Magazine - Setembro    Sex 04 Out 2013, 14:28

Ela é uma queria! *.* What a Face 
Existe cantor(a) com melhor história de vida do que a da Avril? Claro que não! :)
Eu amo a vida dela, ela finalmente tem um Chad (alguém tão boa pessoa como ele), tem uma vida de estrela como merece, os seus dias são sempre memoráveis! É tudo tão perfeito... <3 :)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://xat.me/LothusLaViGnE
 
Entrevista para a Manic Magazine - Setembro
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [B.A.P] Entrevista para a SOTY
» [SHINee] Entrevista para LOEN TV sobre Dream Girl (ENG SUB)
» [F(x)] Krystal e Amber para Oh Boy! Magazine
» Come Closer!Entrevista com SHINee para Hanako Magazine
» Elle Girl Entrevista com Tokio Hotel completa por Natsumi

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Avril Portugal :: AVRIL LAVIGNE :: Avril Lavigne-
Ir para: