InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Referências a Avril numa entrevista dos Paramore

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
BG
AP Addicted
avatar

Número de Mensagens : 8224
Idade : 27
Localização : Planeta Minerva
Data de inscrição : 16/04/2008

MensagemAssunto: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Dom 12 Jul 2009, 23:09



Os Paramore gostam bastante de citar a Avril nas suas entrevistas e esta é só mais uma. Eles deram uma entrevista a uma revista francesa, a Tribu Rock, de acordo com o site http://www.paramore.com.br/2009/07/11/paramore-na-tribu-rock/#more-2580. Como eu sei que cá no fórum há muita gente que gosta dos Paramore, aproveitei e copiei a entrevista toda de lá:



"Olá, vocês estão gravando o seu novo álbum. Vocês sabem quem já gravou nesse estúdio?

Josh – Eu sei que o Green Day gravou aqui o álbum American Idiot.

O que esse novo álbum tem de diferente dos outros dois?

Hayley – Eu acredito que pela primeira vez cada um disse o que queria e fez o que queria. Rob Cavallo, o produtor desse álbum – ele já trabalhou também no single “Decode” para “Twilight” – é um verdadeiro guia para nós. Ele nos ajudou muito a criar e a explorar os caminhos que nós não havíamos considerado. Ele nos encorajou a exceder, especialmente Josh e Taylor, que ele sugeriu tocar de uma maneira mais rock. É agradável trabalhar com ele e acima de tudo tranquilizador quando nos falaram que ele trabalhou com Green Day, My Chemical Romance, Kid Rock e Shinedown.

JeremyEle também produziu os álbuns de Avril Lavigne e Paris Hilton, mas essas ele não conta! (risos)

Eu escutei seis músicas novas, mas quantas vocês escreveram para esse álbum?

Josh – Nós escrevemos vinte músicas, mas nós não terminamos nem uma dúzia para colocar no disco.

Hayley – Em geral, nós finalizamos apenas as que serão gravadas. As outras, nós deixamos de lado simplesmente.

Vocês estavam em plena fase de composição, como foi?

Josh – A maior parte do tempo eu compus a melodia e a Hayley escreveu as letras. Quando eu bloqueava, os outros me ajudavam a ter ideias. Uma vez que a música estava pronta, eu a enviava para a Hayley pelo computador e às vezes ela amava, às vezes não! (risos)





Sempre é a Hayley que decide?

Josh – Não, se eu amei verdadeiramente o que escrevi, eu não jogo fora de jeito nenhum, porque eu sei que ela é capaz de escrever com qualquer coisa que tiver.

Hayley – Às vezes, quando eu escutava a melodia do Josh, eu não me sentia inspirada. Nós começamos a escrever na nossa garagem todos juntos, depois nos reuníamos, nós tocávamos, e a inspiração vinha quando eu estava com o grupo. É uma questão de energia. Tem algumas músicas que levaram muito tempo para eu escrever porque eu não conseguia transmitir aquilo que podia dizer em certas partes. Depois me reunia com o grupo, eu os escutava e tentava acompanhar. Com esse álbum, nós fizemos uma série de trabalhos nesse plano, porque eu queria que as letras fossem fortes e conforme a música. Eu queria que esse novo álbum soasse diferente dos outros e que fosse mais maduro.

Você sempre escreve sozinha?

Hayley – Se eu realmente precisar eu procuro o Josh e pergunto o que ele pensa, refazer a melodia se necessário. Quando ele termina de reescrever as passagens inteiras para acolherem melhor a letra, é o bastante para ver a maneira que isso pode mudar o significado e a atmosfera de uma música.

Os homens, vocês não acham que às vezes as músicas soam muito femininas (girly)?

Jeremy – É uma garota, então necessariamente soa um pouco. (risos) Mas ela faz um super trabalho. Ela poderia facilmente escrever canções do tipo “Hey, hey, I wanna be your girlfriend…”, mas ela sabe que pode fazer bem melhor que isso e nós não permitimos que ela faça de qualquer maneira! (risos) Ela é mesmo talentosa. É por isso que ela escreve as letras desde a formação do grupo.

Em “The Only Exception”, você fala de seus pais. Por que escrever uma música paralela?

Hayley – É uma maneira de homenageá-los. Aliás, a primeira vez que eu cantei no estúdio, eu tinha feito todo um plano. Eu me perguntei se seria uma boa idéia colocá-la no álbum, porque ela é muito pessoal. Eu ainda não a escutei. Eu me pergunto como meu pai vai reagir. Mas é uma parte da música apenas. Meus pais são separados há muito tempo, mas são amigos. Nessa música, eu falo de todas as maneiras que o divórcio me afetou porque eu amo os dois e como eu tive que aprender a crescer depois da separação.

Nossos pais são geralmente nossos modelos. Vocês têm medo de repetir os mesmos erros?

Hayley – Eu penso que todo mundo corre o risco de cometer os mesmos erros de seus pais. Nós não queremos que isso nos aconteça, mas se esse for o caso, que seja. Nós não temos a razão de ter medo disso. Isso pode ser relativizado e podemos ter relacionamentos sem pensar constantemente que ele pode acabar mal.

Vocês podem falar sobre “Careful”?

Hayley – Foi a primeira demo que o Josh me mandou. Eu a achei muito poderosa. Eu escrevi a letra no avião entre Franklin e Los Angeles. Eu tinha a música decorada e escrevi o refrão pensando em todas as coisas que já vivi. Eu refleti no fato de que eu corri um grande risco ao abandonar tudo para formar essa banda e coloquei a música em primeiro lugar. Eu pensei nos meus amigos que vivem uma vida normal e todos que não buscam uma chance na vida, que pode vir através da música ou de outra coisa, porque têm medo. A música fala do fato de se lançar para ver se você pode atingir o seu objetivo ou quais são seus limites. Eu escrevi um refrão muito vivo, mas eu perdi mais de um mês nas estrofes. Eu adoro cantar essa música, eu espero gostar ao cantar em público.

Em “Ignorance”, você diz “I don’t excite you anymore, Ignorance is your new best friend”, você fala de seus relacionamentos?

Hayley – Cada ruptura é como se você perdesse um amigo e ao mesmo tempo esse amigo te julga já que ele também se sente injustiçado. O fato de que qualquer um me julgue é o tipo de coisa que me deixa verdadeiramente com raiva. Eu o aconselho a se olhar no espelho antes de me julgar. Me fez bem escrever essa música. É engraçado que você tenha que escolher essa frase porque essa música fala mais de amizade do que de amor, mas é verdade que é o tipo de frase que falamos a um ex!

Justamente, vocês tiveram que abandonar o colégio para se consagrar na música?

Josh – Efetivamente, alguns tiveram que abandonar o colégio, outros a faculdade. É um grande risco, mas nós éramos tão apaixonados pela música que deveríamos tentar. Isso já aconteceu, mas pode acabar amanhã. O que quer que aconteça, nós passamos bons momentos. É definitivamente nosso destino fazer música.

Isso também foi evidente para seus pais?

Josh – Foi tranquilo. Eles nos apoiaram, mesmo quando eles não queriam que isso nos impedisse de ir à escola quando começamos a reprovar, logo no início.

Jeremy – Eu tive sorte, eles jamais me impediram de fazer música. Vou fazer o mesmo com meus filhos. Eu os direi para fazerem o básico e depois escolherem o que querem fazer, porque é importante ter um mínimo de formação.

O que é o rock para vocês?

Hayley – Hey, essa é uma boa pergunta! Para nós é a liberdade, porque você dizer tudo que tem vontade, brincar da maneira que quiser, subir no palco e delirar diante de pessoas porque está fazendo o rock. É uma maneira simples de se viver. Não é tanto uma atitude como alguns fingem e se você olhar bem, sem a música, você não é nada.

O que vocês fazem quando saem?

Jeremy - Nós vamos frequentemente ao cinema, vamos ao restaurante e comemos como o típico americano: sem parar!

Tem uma outra garota que vem da mesma cidade que vocês, Franklin no Tennessee…

Hayley – (risos) Eu sei quem é: Miley Cyrus!

Você faria um dueto com ela?

Hayley – Eu acho que não faria nenhum sentido! (risos)

Josh começa a cantar (com uma voz falsa) – I have the best of both worlds…

Hayley – Ela é de Franklin, mas não a conhecemos muito bem.

Josh – Eu sonhei com ele esses dias, e ela havia morrido num acidente de carro.

Hayley – Isso é horrível!

Josh – Depois eu fui ao seu funeral e tinha mais ou menos… quinze pessoas! (risos)

Última pergunta, mas crucial: qual será a próxima cor do seu cabelo?

Hayley – (risos) Ainda não sei. Eu adoro verde e azul. Nesse momento ele é laranja porque eu enjoei do vermelho e não queria pintar da mesma cor."



Sinceramente, não gostei destas bocas sobre a Avril. Eu ainda concordo com a referência a Girlfriend, realmente não se pode dizer que seja uma música de qualidade, mas porque não haveria o Rob Cavallo de referir Avril como alguém com quem trabalhou? Ainda por cima Innocence, a música que ele produziu, é provavelmente uma das melhores que a Avril gravou!



Eu respeito e admiro o trabalho dos Paramore, mas acho que esta foi um bocado infeliz. Quer me parecer que ele não sabia do que estava a falar. Talvez andem irritados com as constantes comparações com a Avril, mas mesmo assim...

Enfim, é só a minha opinião...

_________________


http://albumdetestamentos.blogspot.pt/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LegendPT
The Best Damn Thing
avatar

Número de Mensagens : 1750
Idade : 26
Data de inscrição : 13/06/2008

MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Dom 19 Jul 2009, 07:54

Por acaso foi um bocado infeliz, especialmente meter Avril Lavigne e Paris Hilton no mesmo saco Neutral Se bem que nunca achei grande piada a esse gajo, acho que a Hayley é o melhor membro da banda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/legendpt
Convidad
Convidado
avatar


MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Sab 22 Ago 2009, 19:49

estes gajos também já disseram que não queriam ser comparados com a Avril porque, ao contrário dela, eles escrevem todas as suas múcicas...
Que eu saiba não há uma única música que a Avril cante que não tenha sido ela a escrever ou colaborar, minto, há, os cover, mas isso não conta acho eu.
(minha opinião)
Voltar ao Topo Ir em baixo
BG
AP Addicted
avatar

Número de Mensagens : 8224
Idade : 27
Localização : Planeta Minerva
Data de inscrição : 16/04/2008

MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Sab 22 Ago 2009, 21:48

Rola escreveu:
Que eu saiba não há uma única música que a Avril cante que não tenha sido ela a escrever ou colaborar, minto, há, os cover, mas isso não conta acho eu.
(minha opinião)

acho q há "touch the sky" q até é gira, mas tem uma certa conotação religiosa e vê-se q não é a Avril q "fala", mas, pelo q li na internet, deve ter sido gravada naquela altura em q a Avril ainda lutava por ser ela a compor as músicas e, de uma forma ou outra, foi parar à internet... Não tenho a certeza, de resto. Mas acho q é a única excepção.

_________________


http://albumdetestamentos.blogspot.pt/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado
avatar


MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Seg 24 Ago 2009, 16:34

Pois de facto isso é verdade, mas não tive muito em conta as músicas do início da sua carreira. De qualquer forma foi um comentário infeliz desta banda que ainda está no início, relativamente à Avril, e que se devia dar por maravilhada quando comparada com ela em vez de fazerem estes comentários arrogantes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
BG
AP Addicted
avatar

Número de Mensagens : 8224
Idade : 27
Localização : Planeta Minerva
Data de inscrição : 16/04/2008

MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Seg 24 Ago 2009, 16:54

Citação :
por maravilhada quando comparada com ela

eu contentava-me com respeito pelo trabalho da Avril

_________________


http://albumdetestamentos.blogspot.pt/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Splash
4 Real
avatar

Número de Mensagens : 5089
Idade : 21
Localização : Trofa
Data de inscrição : 11/11/2008

MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Ter 06 Out 2009, 19:08

so tenhu uma informaçao a acrescentar o john gosta das musicas da avril e da avril, vinha a dizer numa revista bravo

_________________


Facebook Avril Portugal
Tumblr Avril Portugal
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://portugallovesavril.tumblr.com/
Convidad
Convidado
avatar


MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Ter 06 Out 2009, 20:30

Sim, eu também vi essa entrevista, mas por outro lado já vi muitas notícias onde eles faziam essas referências, na minha opinião infelizes, em relação à Avril. De qualquer forma também já nem ligo muito a isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
BG
AP Addicted
avatar

Número de Mensagens : 8224
Idade : 27
Localização : Planeta Minerva
Data de inscrição : 16/04/2008

MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   Ter 06 Out 2009, 22:16

pois, a avril provavelmente nem liga, nós também n precisamos de ligar

irá sempre haver alguém invejoso ou que goste de atacar as pessoas só por atacar

_________________


http://albumdetestamentos.blogspot.pt/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Referências a Avril numa entrevista dos Paramore   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Referências a Avril numa entrevista dos Paramore
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Adam Lambert refere-se a Bill Kaulitz numa entrevista!
» Entrevista: Michael dá entrevista as vésperas de sue aniversário de 50 anos
» [YT] Entrevista de Michael Jackson à Bárbara Wlaters - 1997 ( Legendado )
» [YT] Entrevista,Michael Comenta sobre o album Bad (Legendado)
» Entrevista com Tiago Espírito Santo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Avril Portugal :: TODOS OS ASSUNTOS :: Espaço Cultura-
Ir para: